Menu Abrale Menu
  Quem Somos  
  Categorias  
 
Todas as mensagens
Pacientes
ABRALE Informa
Notícias
 
 
  Outros Blogs
 
# ABRALE - home page
# ABRASTA - home page
# Blog da Sara - ABRALE Móvel
# Blog da Helena Conserva - Paciente
# Blog da Adelane - núcleo de Fortaleza
# Blog da Rejane - paciente
# Blog da Itaciara - paciente
# Blog da Regiane - núcleo Campinas
# Blog da Eliana - núcleo Goiânia
# Blog do Dr. Carlos Augusto
# Blog da Priscila - núcleo Porto Alegre
# Blog da Lara - paciente
# Blog da Bruna - namorada de paciente
# Blog do Raniery - paciente de Linfoma
# Blog da Ana Carol - paciente de Linfoma
# Blog da Juliana Guerra - paciente de Linfoma
# Blog da Roberta - núcleo do Rio de Janeiro
# Blog do Ricardo Menacker - Virgem em Câncer
# Blog da Claudia, filha de paciente com LMC
# Blog da Mariana - núcleo de Curitiba
# Blog sobre Linfomas não-Hodgkin
# Blog do Vitor - paciente
# Blog do Carequinha - paciente de linfoma
# Blog da Victória Parente - paciente de linfoma não-Hodgkin
# Blog da Angélica - irmã de paciente com Leucemia
# Blog do Luciano Carneiro - paciente com leucemia
# Blog Menino Enrique - doação de medula óssea
# Blog da Bela - paciente com Leucemia Linfóide Aguda
# Direito de Viver - A saga dos pacientes com Mieloma Múltiplo


  Histórico  
 
 
  Votação
 
Dê uma nota para meu blog


ABRALE - Crie o seu Blog


NOVIDADES PARA O DOADOR DE SANGUE

Por Tatiane Mota

 

No dia 14 de junho, data em que se comemora o Dia Mundial do Doador de Sangue, o Ministério da Saúde anunciou a portaria nº 1.353, com o novo Regulamento Técnico de Procedimentos Hemoterápicos.

 

Dentre as novidades está a ampliação da faixa etária dos doadores de sangue, que antes era de 18 a 65 anos e, agora com a nova lei, possibilita a população entre 17 e 67 anos também a realizar a doação.

 

Um dos motivos para esta mudança é a falta de bolsas de sangue nos hemocentros das principais capitais do país. No inverno, feriados e período de férias, por exemplo, a situação fica ainda pior.

 

Atualmente, o número de doadores brasileiros corresponde a 1,9%, somando 3,5 milhões de bolsas doadas por ano. Mas segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), para o Brasil é necessário arrecadar cerca de 5,7 milhões de bolsas anuais.

 

Com a ampliação, o Ministério da Saúde pretende, em 2012, chegar a 4 milhões de bolsas e 14 milhões de doadores.

 

A nova portaria determina ainda que a orientação sexual não deve ser considerada um critério para a seleção dos doadores, já que esta condição por si só não representa um fator de risco.

 

No entanto, homem que tenha feito sexo com outro homem nos últimos 12 meses continua impedido de doar sangue. Segundo estudos, o risco de contágio pelo vírus HIV nesse grupo é maior em comparação aos heterossexuais. Mas a restrição também vale para os heterossexuais que tenham tido relação sexual com mais de um parceiro no mesmo período.

 

E por falar em riscos, nesta mesma data o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou que o Teste NAT (Teste de Amplificação de Ácido Nucléico) será expandido a todos os hemocentros do país.

 

Com o objetivo de reduzir o período da janela imunológica (intervalo de tempo entre a contaminação do sangue e a detecção por exames), o teste está sendo implantado desde maio de 2010 no Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Santa Catarina. Nos próximos meses devem ser inauguradas plataformas na Fundação Hemocentro de Brasília (DF), Hemominas (MG) e no Hemocamp (Campinas, SP).

 

Para o Dr. Giorgio Baldanzi, hematologista do Centro de Hemoterapia e Hematologia do Paraná e membro do Comitê Científico Médico da ABRASTA, mesmo com a implementação do NAT nos principais centros de saúde do país, ainda é muito importante que o doador seja sincero no momento de responder o questionário – procedimento padrão. “Hoje, a janela para o HIV, por exemplo, é de cerca de 15 dias. Com o NAT, deverá ser reduzida para uma semana. Então, antes do exame é importante a blindagem que fazemos, estimulando a doação realmente voluntária, além da rigorosa entrevista com o possível doador”, salienta.

 

O Ministério da Saúde prevê um investimento de 25 milhões de dólares para a realização do teste. Com a fabricação no Brasil, o custo será de 6 milhões de dólares.

 

NOVA PORTARIA DO SANGUE

Para se tornar um doador voluntário, é necessário procurar um hemocentro de sua região e apresentar um documento com foto, emitido por órgão oficial

 

A faixa etária agora é de 17 a 67 anos. Aos menores de idade, será necessária a presença dos responsáveis. O limite para a primeira doação é 60 anos

 

O peso mínimo para realizar a doação é 50 quilos

 

O homem pode doar sangue até quatro vezes por ano e a mulher até três vezes, em um intervalo de dois a três meses

 

A orientação sexual agora não pode mais ser usada como critério na seleção de doadores

 

 

 



Escrito por blogabrale às 18h20
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]